Relatório de Gestão 2015

15 de janeiro de 2016

informe de gestión

O ano de 2015 trouxe ao Instituto de Políticas Públicas em Direitos Humanos (IPPDH) do MERCOSUL o desafio de transcender a etapa de fundação institucional e executar as transições estruturais. Foi o ano de colocar em funcionamento os novos departamentos e a nova sede administrativa, cedida pelo Estado argentino.

O processo de planejamento institucional participativo do IPPDH utilizou, neste ano, uma metodologia de consultas a especialistas acadêmicos, organizações sociais e representantes governamentais. Esses processos resultaram na aprovação, durante a Reunião de Altas Autoridades em Direitos Humanos (RAADH), do plano estratégico bianual 2015-2016.

Em 2015, merece destaque a organização das atividades de capacitação do IPPDH, sob a coordenação da Escola Internacional de Política Pública em Direitos Humanos. A escala presta assistência técnica no desenvolvimiento de atividades de capacitação na área de promoção e proteção dos direitos humanos para funcionários das instituições públicas e atores sociais dos Estados Partes e Associados. A escola, capaz de gerar uma rede de intercâmbio de construção de conhecimentos, promoveu dois cursos em 2015. Para 2016, estão programados 16 cursos, entre virtuais e presenciais.

À medida que o instituto avança em seu fortalecimento institucional, e especialmente em virtude da crescente (e desejável) transversalização dos direitos humanos no MERCOSUL, cabe registrar que aumentam, desde diversos foros e reuniões especializadas do bloco de países, mandatos ao IPPDH para prestar apoios técnicos e cooperação de distintas naturezas para o processo de integração regional.

Este reconhecimento exige manter a capacidade de trabalho com excelência e credibilidade, com transparência, com participação e com respeito à diversidade. Isso somente é possível com o apoio e confiança daqueles a quem aqui se agradece: Estados, RAADH, CRG, ARGM, sociedade civil participante, equipe do IPPDH e, em especial, às presidências pro-tempore de 2015 (Brasil e Paraguai), assim como ao Estado-sede da República Argentina.

Leia o relatório de gestão 2015

Imprimir

Projeto financiado com recursos do Fundo para a Convergência Estrutural do MERCOSUL
Creative Commons License Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.