Grande interesse e participação na 7ª Consulta Pública sobre idosos

26 de outubro de 2018

Em 22 de outubro ocorreu em Montevidéu, Uruguai, a 7ª Consulta Pública no contexto do Fórum de Participação Social do Instituto de Políticas Públicas em Direitos Humanos do MERCOSUL (IPPDH), espaço de diálogo, consulta e reflexão.com a sociedade civil. Nesta ocasião, mais de 60 representantes de organizações sociais participaram presencialmente e mais de 600 assistiram à transmissão ao vivo, para abordar a situação das pessoas idosas na região.

Vale lembrar que as pessoas ou organizações interessadas em enviar mais informação, podem fazê-lo até o dia 30 de outubro escrevendo ao e-mail consultapublica@ippdh.mercosur.int

Durante a jornada se destacou a importância do reconhecimento da Convenção Interamericana Sobre a Proteção dos Direitos Humanos dos Idosos. Os participantes indicaram que é fundamental que seja divulgada e debatida com a população para sensibilizar e fortalecer as ferramentas de controle e acompanhamento da sua implementação.

Além disso, foi dado ênfase à necessidade de implementar políticas públicas orientadas a garantir os direitos dos idosos, onde se contemplem fatores que potencializam a situação de vulnerabilidade, como é o gênero e o lugar de residência (zonas rurales ou zonas urbanas).

Nesta mesma linha, foi abordada a importância do respeito e da autonomia dos idosos, as partidas orçamentárias para planos e políticas públicas no tema, a utilização de léxicos amigáveis às pessoas, a difusão de informação através de meios de comunicação e o controle e fiscalização de instituições de longa duração para previnir a violência.

A Consulta Pública sobre Idosos ocorreu no encerramento da primeira jornada de trabalho da 32ª Reunião de Altas Autoridades em Direitos Humanos e Chancelarías do MERCOSUL (RAADH), no contexto da Presidência Pro Tempore do MERCOSUL do Uruguai.

Testemunhos dos participantes:

“Instâncias como estas, que promovem o Instituto de Políticas Públicas em Direitos Humanos do MERCOSUL são muito importantes. Em primeiro lugar, porque podemos nos expressar as organizações sociais sobre nossas prioridades, mas também se tem uma consciência de um conhecimento regional os quais são os nós de cada país.”

“A consulta pública nos permite conhecer os elementos, as situações de outros países e de diferentes lugares como hospitais, casas de saúde e geriátricos, como a rejeição que sentem os idosos. Tudo isso serve para insistir que as pessoas se conscientizem.”

“Para os idosos da sociedade civil este espaço é novo e nos permite em exercício da participação e aprender a nos movermos com ele. Quanto mais participamos, mais maduras serão nossas posturas e mais firmes nossas lutas. Estamos seguros que por ter mais anos não perdemos nossos direitos. Agora com a Convenção Interamericana contamos com a ferramenta para exigir o cumprimento de nossos direitos, com os quais o Estado se comprometeu.”

Acessar mais informações da 7ª Consulta Pública

Acessar as imagens da 7ª Consulta Pública 

Se você gostaria de receber mais informações do IPPDH, inscreva-se aqui.

Imprimir

Projeto financiado com recursos do Fundo para a Convergência Estrutural do MERCOSUL
Creative Commons License Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.